Bateu aquela bad? Saiba como sair dela

Quer sair da bad? Se liga nas dicas

Quem nunca ficou na bad, se sentiu pra baixo, desanimado ou triste após um dia merda ou algo negativo acontecer? Pois é, todo mundo passa por isso, faz parte da vida. Você toma um pé na bunda, é demitido do trabalho, perde um ente querido ou um amigo, não passa naquele sonhado vestibular ou briga com a sua mina, todos esses exemplos são motivos pra você se sentir mal, ficar entocado no quarto e se alimentar de pensamentos negativos.

Primeiramente tenho a obrigação de salientar que se você passa por isso com frequência e não apenas em ocasiões ruins da vida, procure ajuda profissional, você provavelmente tem sintomas de depressão. Esse assunto é muito mais sério do que você pensa, não há vergonha alguma em procurar um psicólogo(a) ou psiquiatra, pelo contrário, cuidar da própria saúde seja física ou mental, deve ser motivo de orgulho. Eu já procurei profissionais da área e te garanto, vale a pena. Beleza? Mas leia o texto até o final, as dicas a seguir também lhe serão úteis.

É preciso esclarecer também que tudo bem você se sentir triste, ninguém é feliz todos os dias, a tristeza é uma emoção humana, faz parte do pacote, aprenda apenas a lidar com ela. Abaixo listei algumas dicas que poderão te dar um empurrãozinho para sair dessa, então vem comigo.

Dica #1 – Ambiente

Pode ser seu quarto, sua casa ou seu local de trabalho, após algum tempo nos acostumamos com o ambiente em que vivemos ou passamos boa parte do nosso dia, os móveis, a decoração e as cores ficam sem graça, é sempre a mesma coisa, não é?! Pois bem, mude esse ambiente! Troque os móveis de lugar, compre um tapete novo, pendure aquele pôster da banda que você gosta, pinte as paredes ou qualquer coisa do tipo. Outro ponto referente ao ambiente é a limpeza, pó, roupas jogadas, latas de cerveja, sacola plástica e papéis amassados jogados no chão, porra velho você mora em um chiqueiro? Da um trato nisso, não precisa faxinar não, só uma organizada nas suas tranqueiras está ótimo. Coisas novas e ambientes limpos nos trazem bem estar, e com certeza você se sentirá mais confortável quando entrar em um ambiente renovado.

Dica #2 – Cuidados pessoais

Você passa seu dia enfiado no quarto, maratonando sua série favorita no Netflix, jogando ou lendo livros e acaba esquecendo de cuidar do seu visual. Pois mude o corte de cabelo, tome um banho mesmo que for para ficar em casa, compre roupas novas, passe perfume, use acessórios de moda que fazem seu estilo, você verá que sua autoestima vai subir, se sentirá mais confiante quando se olhar no espelho. Quer passar um creminho no rosto? Se foda, passa também, seu pinto não vai cair, te prometo.

Dica# 3 – Saia de casa

Essa parte é um pouco mais complicada, eu sei que quando estamos pra baixo, não sentimos vontade de sair, seja para onde for, chegamos a recusar convites dos amigos para dar rolê. Mas faz um esforço, aproveita a dica anterior e mete o pé na rua, vá dar uma volta no centro da sua cidade, no shopping, veja um filme no cinema, coma fora, vá fazer compras, qualquer uma dessas atividades envolvem contato social e isso é uma ferramenta poderosíssima para quem está na bad. Quer algo mais atrativo? Sabe aquele amigo que você recusou o convite? Chama ele para tomar uma breja e bater um papo ou ir curtir uma balada, durante a conversa provavelmente você descobrirá que sua vida não é tão merda como pensa e que todo mundo tem seus dias ruins.

Dica #4 – Novos interesses

Quais são seus gostos pessoais? Filmes aclamados pela crítica ou séries de super-heróis? Rock? Ler sobre política? Pois então veja um filme bobo de ação, uma série de drama que sempre te recomendam mas você não da bola, leia um blog que te dê dicas sem embasamento algum, coloque um funk ou um sertanejo no caminho do trabalho, saia da sua bolha. Veja, ouça e absorva coisas novas, não fique preso no estigma que precisamos de rótulos, você pode gostar de qualquer coisa e ninguém tem nada a ver com isso. Eu não tenho dúvidas que trazer novos conhecimentos para si mesmo irão te ajudar a mudar os velhos pensamentos negativos.

Em resumo, provoque a mudança. Nós só temos uma vida, pelo menos é o que a ciência afirma até o momento da publicação deste texto, então faça dela a melhor experiência possível. Aceite sim a tristeza, abrace-a e aprenda com ela, mas saiba também abrir as portas para a felicidade. Abraço e se decidirem tomar aquela brejinha da terceira dica, me chamem.

Co-Founder e Redator

Fã de cinema, apaixonado por futebol e frequentador de botecos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *